sexta-feira, 23 de junho de 2006

Vampiros em Sua Empresa

Se você está pensando naquelas criaturas míticas que, vencem a morte sugando o sangue das suas vítimas humanas, se enganou. Os vampiros que estão em sua empresa são muito diferentes a começar pela fisionomia. No entanto, o objetivo é o mesmo: te sugar!

Ontem um deles me procurou. Você não vai acreditar mas, logo de cara perguntou como estava minha energia.
Eu que sou só alegria fiquei quieta. Sem qualquer cerimônia ele se aproximou e imediatamente começou a invadir minha privacidade. Foi mais ou menos assim: Tocou em meus objetos, olhou minhas fotos, fez perguntas e contou um pouco de vantagem. Cerca de dois minutos depois já tinha desaparecido completamente de minha frente. O que me restou foi uma sensação neutra. Dei continuidade ao meu trabalho e só depois do almoço percebi que estava meio calada. As pessoas me cobraram o constante entusiasmo, esse por algumas horas tinha sucumbido à energia negativa que experimentei naquela manhã. Só aí percebi que fui vítima de um Vampiro.

Metáforas à parte os Vampiros Espirituais realmente existem. Por mais céticos que sejamos, podemos ignorar e fechar os olhos para o fato de que existem energias negativas e pessoas sensíveis a elas. É claro que poderíamos nos aprofundar em questões holísticas e religiosas, porém uma abordagem mais completa pode ser encontrada na teologia, círculos espíritas e kardecistas, eles sim possuem uma ampla bibliografia sobre o gênero, com diversas interpretações.
Minha abordagem pretende mostrar-lhe como conviver melhor com estes seres que, indesejavelmente fazem parte de nossas vidas.

Não é difícil identificá-los. Um vampiro Espiritual é:

Invejoso – Aquele tipo de indivíduo que quer criar um clima de competição constante, onde não existe necessidade de se estabelecer vencedores. Mesmo assim ele insiste em ser melhor que você.

Vocábulo negativo – O indivíduo que usa constantemente um vocabulário pejorativo, sempre se coloca com relação ao outro de forma depreciativa e voltada ao mal. Suas frases preferidas são assim: “Você ainda trabalha na empresa X?”, “Você não se separou da sua esposa ainda?”, “Não acredito que você conseguiu!” Traduzindo nessas frases o seu desejo e euforia em receber péssimas notícias relacionadas ao outro. Atenção! Não é somente o uso das frases, trata-se do contexto, a forma e situação com que fala é de extrema relevância para se completar o quadro.

Faz cobranças – É aquele indivíduo que ataca com cobranças, mesmo que não sejam pertinentes a ele. Sem qualquer intimidade “forçar a amizade”, arranjando compromisso para você e o tempo todo te cobrando algo. Frases que utiliza: “Puxa, você nem me contou nada!”, “Onde você estava?”. São perguntas fora do contexto, pois vocês nem são íntimos.

Do contra – Esse é super perigoso. Dedica 90% do seu tempo tentando convencê-lo de que o projeto não dará certo e você nem deve tentar apresentá-lo. Quer que você desista e critica qualquer iniciativa.

O elogiador – É aquele indivíduo que te elogia exageradamente. Ele quer saber aonde você comprou sua roupa e quanto pagou. Imediatamente você deixa de gostar da roupa. Ele também faz jogo da sedução, fazendo com que a pessoa acredite que é maravilhosa, alimenta o orgulho e a vaidade. Quer que você esteja sempre por perto para ouvir o que ele tem a dizer.

Agregado – O indivíduo que quer estar anexo a você. Lamenta o tempo todo e diz que sua vida é perfeita, já a dele é uma desgraça. Tem todo tipo de doença e é vítima de todas e quaisquer catástrofes. O pior é que você nem percebe, pois é uma vítima perfeita.

Agora que você já sabe que eles existem e como identificá-los fique alerta. Não seja ingênuo e observe com um olhar mais cuidadoso esse tipo de gente.
Trabalhe em silêncio e com humildade e, sobretudo, saiba que o sucesso que você determinou para sua vida ninguém poderá roubá-lo. Quando compreendemos isso ficamos mais leves e prontos para enfrentar um longo dia de trabalho.

Gostou? Indique para um amigo. Clique aqui!
--------------------------------------------------------------------------------------
Débora Martins é jornalista, consultora e palestrante organizacional com ênfase em Gestão de Pessoas e Desenvolvimento de Talentos.
Contrate. Acesse o site: http://www.deboramartins.com.br

Um comentário:

  1. Isto é uma peste em todo lugar, principalmente nas organizações.

    ResponderExcluir